O grupo do chef José Avillez comprou o centenário Café Progresso, na baixa do Porto, para abrir mais um restaurante. Inaugurado em 1899, o Progresso é o “Café mais antigo do Porto”, como orgulhosamente exibe na sua fachada. Agora, vai transformar-se em “Cafeína Downtown”, mais um estabelecimento do grupo do chef José Avillez.

Segundo avança o Jornal de Negócios, que cita Vasco Mourão, gestor do grupo Cafeína, a intenção é transformar o Progresso numa réplica do afamado Cafeína, na Foz. A abertura do novo espaço pode acontecer até ao verão.
O Progresso abriu portas, oficialmente, a 24 de setembro de 1899, numa casa do século XIX, na rua Actor João Guedes, bem perto da praça Carlos Alberto. O espaço foi sempre “um projeto inovador”, ganhou fama pelo café de saco e pelo café que agora chamamos de “expresso”, que eram então tirados nas máquinas La Cimbali – daí o nome Cimbalino.
Agora, o Progresso deixa de ser um café, para se transformar num restaurante.