O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, poderá visitar Portugal entre o final deste ano e o princípio de 2020, anunciou o chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio do Planalto, em Brasília.

Em declarações aos jornalistas, no final de um encontro com o novo Presidente do Brasil, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que ficou de ser acertada a nível dos ministérios dos Negócios Estrangeiros «entre o final de 2019, mas provavelmente princípio de 2020, uma eventual ida do Presidente Bolsonaro a Portugal».
Questionado se neste encontro convidou Jair Bolsonaro para visitar Portugal, o chefe de Estado português começou por referir que «o calendário do Presidente Bolsonaro é muito ocupado» e que «há um calendário muito ocupado em Portugal durante boa parte deste ano», em que haverá três atos eleitorais: europeias, legislativas e eleições na Madeira.
Por isso, adiantou, «ficaram os chanceleres – em terminologia portuguesa, ministros dos Negócios Estrangeiros – de ajustar entre o final de 2019, mas provavelmente princípio de 2020, uma eventual ida do Presidente Bolsonaro a Portugal».
«E não esqueçamos que no caso do Presidente Bolsonaro é Presidente do Brasil, que é uma potência, com uma presença no mundo, com uma dimensão populacional, económica, política e estratégica essencial», salientou.
Marcelo Rebelo de Sousa viajou de Lisboa no domingo, com escala em Cabo Verde, e chegou na segunda-feira a Brasília para assistir à posse de Jair Bolsonaro como Presidente do Brasil, na terça-feira, primeiro dia do ano.
Ontem, quarta-feira, foi recebido pelo novo Presidente do Brasil pelas 10H55 locais (12H55 em Lisboa), num encontro que terminou perto das 11H15 (13H15 em Lisboa).
No Palácio do Planalto, esteve acompanhado pela secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, pelo seu chefe da Casa Militar, o tenente-general Vaz Antunes, e pelo embaixador de Portugal em Brasília, Jorge Cabral.
O chefe de Estado português seguia após este encontro para Lisboa, novamente com escala em Cabo Verde, em avião da Força Aérea Portuguesa.

 

Facebook
Twitter
Instagram