Governo de cabo Verde “reconhece” que o assalto e agressão a António Simões “acarreta também algum sentimento de insegurança”, mas garante que “não traduz a realidade do nível de criminalidade que ainda afeta o país”.

Foram detidos os dois suspeitos do assalto e agressão à antiga glória do Benfica e da seleção portuguesa António Simões, avança o Governo de Cabo Verde.
“As instituições da Polícia Nacional identificaram com prontidão os dois indivíduos que cometeram este crime”, avança o executivo, em comunicado.
Os suspeitos foram detidos e “serão encaminhados para o competente processo de responsabilização criminal”.
O Governo cabo-verdiano “reconhece” que o assalto e agressão a António Simões “acarreta também algum sentimento de insegurança”, mas garante que “não traduz a realidade do nível de criminalidade que ainda afeta o país”.
O comunicado acaba com a garantia de que os turistas estão seguros em Cabo Verde e que “são baixos os riscos para a integridade física de quaisquer cidadãos que vivam ou queiram visitar” o país.
A antiga glória do Benfica e da seleção nacional, de 75 anos, que estava em Cabo Verde para a passagem de ano, foi assaltada no sábado na cidade da Praia.
Na sequência do roubo deslocou uma perna e foi assistido no hospital, tendo regressado a Portugal para continuar a receber cuidados médicos.

Facebook
Twitter
Instagram