O III Encontro de Investidores da Diáspora vai ter lugar entre os dias 13 e 15 de dezembro, em Penafiel. A iniciativa, promovida pelo secretário de Estado das Comunidades, é organizada pelo GAID – Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora e pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, com a colaboração da câmara municipal daquele município.

Este ano, depois de Sintra e Viana do Castelo, Penafiel foi a cidade escolhida para a realização do III Encontro de Investidores da Diáspora, que terá lugar entre os dias 13 e 15 de dezembro.
Estes eventos são uma iniciativa da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas e realizados pelo GAID – Gabinete de Apoio aos Investidores da Diáspora, com a colaboração de entidades locais e trazem a Portugal investidores e empresários portugueses da Diáspora, para além da participação de empresas portuguesas que desejem internacionalizar os seus negócios. No caso de Penafiel, para além do GAID, a iniciativa conta com o apoio organizativo da CIM do Tâmega e Sousa e a colaboração da Câmara Municipal de Penafiel.
Num mundo cada vez mais globalizado, competitivo, inovador e exigente, este III Encontro pretende, mais uma vez, reforçar e afirmar uma visão mais integrada do valor que os investidores da Diáspora representam e a sua importância estratégica na modernização e desenvolvimento das regiões e do tecido empresarial português, com a importância do peso económico global do empreendedorismo das Comunidades Portuguesas e do seu duplo potencial, enquanto origem de fluxos de investimento e de destino de iniciativas de diversificação de mercados por parte de empresas nacionais.
Neste encontro, que contará com a presença de vários membros do Governo, participam investidores e empresários portugueses oriundos de vários países dos cinco continentes e ainda as principais instituições ligadas ao mundo da Diáspora, assim como câmaras de comércio internacionais, municípios e empresas locais para, através de networking, encontra rem as melhores soluções de promoção de negócios e internacionalização de empresas portuguesas.

Conhecer para Investir
Recorde-se que a iniciativa dos encontros de investidores da diáspora, subordinada ao tema “Conhecer para Investir” foi lançada com o I Encontro de Investidores, que decorreu em dezembro de 2016, em Sintra, registando uma elevada participação e resultados de retorno muito positivos. O II Encontro, que teve lugar no ano passado, em Viana do Castelo, naturalmente que se inseriu numa lógica de continuidade e consolidação dos objetivos inicialmente definidos: promover a dinamização do tecido empresarial da diáspora portuguesa e do seu duplo potencial, enquanto origem de fluxos de investimento e destino de iniciativas de diversificação do mercado por parte dos empresários portugueses.
Neste contexto, os Açores foram também este ano palco de uma iniciativa inédita – o I Encontro Intercalar dos Investidores da Diáspora – que teve lugar no passado mês de julho, na Praia da Vitória, na ilha Terceira. Esta foi a primeira vez que se realizou um encontro de investidores da diáspora de cariz regional e que surgiu na sequência de uma decisão tomada no II Encontro dos Investidores da Diáspora, no sentido de, para além dos encontros anuais, promover encontros intercalares de âmbito regional, conferindo-se desta forma visibilidade acrescida ao enorme potencial e às condições muito propícias ao investimento e ao empreendedorismo destas regiões.
E dando continuidade ao projeto, também a Região Autónoma da Madeira vai acolher a segunda edição destes encontros intercalares, entre os dias 25 e 28 de julho de 2019. A decisão foi tomada precisamente durante a primeira edição desta iniciativa que decorreu nos Açores.
Recorde-se que, quando da apresentação pública do encontro dos Açores, José Luís Carneiro, secretário de Estado das Comunidades, aproveitou a oportunidade para, mais uma vez, reforçar que os encontros de investidores da Diáspora visam promover o investimento em Portugal, mas também apoiar a internacionalização de empresas, tendo por base as comunidades portuguesas residentes em diferentes pontos do globo.