Jair Bolsonaro escolheu a TV Record para dar a primeira entrevista depois de ter sido eleito. Abordou vários assuntos polémicos, como a liberalização das armas, e prometeu mudar a lei ainda antes de tomar posse, para que todos os brasileiros possam comprar armas para defesa pessoal.

O recém-eleito presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, garante que vai tentar alterar a lei de compra e posse de armas no Brasil, ainda antes de tomar posse.
O objectivo é reduzir a violência no país, adianta a agência Reuters.
Bolsonaro, conhecido pela ideologia de extrema-direita, já tinha realçado os benefícios do uso de armas de fogo, durante a campanha eleitoral.
“Todo vagabundo está armado! Só falta o cidadão de bem”, declarou o candidato do Partido Social Liberal, em fevereiro deste ano, em entrevista à radio brasileira Jovem Pan.
O anuncio surge no mesmo dia em que Bolsonaro admite, em entrevista à RecordTV, o interesse em convidar o juíz Sergio Moro, responsável pelo processo da operação Lava Jato, para o Supremo Tribunal Federal.
“Agora que passou o período eleitoral eu posso falar. Poderia parecer oportunismo. Eu pretendo indicá-lo, sim. Não só para o Supremo, mas também para o Ministério da Justiça. Ele seria de extrema importância para um governo como esse”, garantiu.

Facebook
Twitter
Instagram