O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, disse que «o Presidente eleito do Brasil será aquele com que Portugal trabalhará com o mesmo empenhamento e proximidade de sempre».

No âmbito da política externa, referiu Santos Silva, «nós partilhamos com o Brasil muitos valores e orientações, designadamente a importância que damos ao multilaterismo, aos direitos humanos, ao comércio internacional, à agenda do clima e à agenda do desenvolvimento».
Por isso, disse, «estou certo de que esses valores continuarão, independentemente de saber quem vai ser o próximo presidente, visto que são valores muito consolidados na política externa brasileira».
No que respeita ao domínio bilateral «toda a gente sabe que Portugal e o Brasil são países irmãos e assim vão continuar a ser», afirmou.