Confirmação foi dada pelo Secretário de Estado da Internacionalização de Portugal, no final de uma visita de dois dias à capital cabo-verdiana para manter contactos com empresários portugueses no arquipélago.

O secretário de Estado da Internacionalização de Portugal, Eurico Brilhante Dias, garantiu, na cidade da Praia, que Portugal quer reforçar os laços económicos e comerciais com Cabo Verde.
Brilhante Dias, falou no final de uma vista às instalações da fábrica de tintas Neuce, e disse que neste momento a principal ambição de Portugal é «reforçar os laços económicos e comerciais» com o arquipélago.
«Temos esta ligação que faz com que Portugal e Cabo Verde sejam parceiros de sempre, no passado, no presente e no futuro» afirmou o secretário de estado português, para quem o nível de cooperação entre os dois países permite uma «confiança mútua”» que, segundo ele, é «fundamental para desenvolver negócios».
Para Eurico Dias, Cabo Verde e Portugal têm muitos pontos de interceção, visto que Portugal é o primeiro fornecedor de Cabo Verde, e além de ser um dos «principais clientes» do arquipélago, em terras lusas há uma comunidade expressiva crioula e neste país estão registados mais de 15 mil portugueses.
O Secretário de Estado português da internacionalização reuniu-se, esta sexta-feira, com uma missão do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e com empresas portuguesas que operam em Cabo Verde e marcou presença no lançamento da primeira pedra para a construção da nova fábrica da empresa de produção e medicamentos (Inpharma).