O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) é um departamento de Macau especializado na captação de investimentos e promoção do comércio externo, oferecendo sempre uma série de serviços diversificados às empresas.

A fim de promover a construção da Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa de forma ordenada, o IPIM criou o Departamento de Promoção Económica e Comercial com os Mercados Lusófonos no dia 1 de janeiro de 2018, com a responsabilidade especial de acompanhar os trabalhos nos países de Língua Portuguesa. Desde a criação deste Departamento, foi lançado o serviço Conduta do Comércio China-PLP, para as empresas dos países lusófonos explorarem o mercado do Interior da China e, ao mesmo tempo, proporcionar serviços de apoio, como consultoria de negócios e encaminhamento de negócios às empresas do Interior da China e de Macau que pretendam explorar oportunidades nos países de Língua Portuguesa.
De facto, o IPIM tem promovido ativamente a construção da plataforma sino-lusófona de Macau em diferentes áreas, incluindo adicionar elementos de países de Língua Portuguesa em várias convenções e exposições, convidar diferentes representantes para participarem em atividades, organizar eventos relacionados com estes países, como seminários promocionais, workshops, sessões promocionais de produtos dos países de Língua Portuguesa e estabelecer e operar o Portal para a Cooperação na Área Económica, Comercial e de Recursos Humanos entre a China e os países de Língua Portuguesa, bem como o Centro de Exposição dos Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa, entre outros. Paralelamente, o IPIM também mantém contacto estreito com os delegados dos oito países de Língua Portuguesa baseados em Macau, gerindo a informação mais recente sobre a cooperação económica e comercial e prestando assistência atempada.
Além disso, o IPIM também coopera ativamente com o Governo da RAEM nas políticas relativas ao Plano Quinquenal de Desenvolvimento da RAEM (2016-2020), lançado em setembro de 2016, para que a importância da construção da “Uma Plataforma” entre num novo nível de múltiplas políticas, incluindo: prestar serviços profissionais de intermediação nas áreas linguística, financeira, jurídica e contabilística, entre outras, nas iniciativas que envolvam o Interior da China e os países de Língua Portuguesa, relacionadas designadamente com o intercâmbio humanístico e cultural, o comércio e investimento, a indústria e a cooperação regional; estabelecer ativamente a Plataforma de Partilha de Informações dos Profissionais Bilingues e de Intercâmbio, Interação e Cooperação Regional e três centros (Centro de Serviços Comerciais para as Pequenas e Médias Empresas dos Países de Língua Portuguesa, Centro de Distribuição dos Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa e Centro de Convenções e Exposições para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa); e desempenhar o papel de Plataforma de Serviços Financeiros entre a China e os países de Língua Portuguesa.