No primeiro semestre deste ano (até 30 de junho) foram feitas 122 adoções no Canil Municipal do Porto, nomeadamente 29 cães, 27 cadelas, 36 gatos e 30 gatas. O Município promove a adoção responsável e, desde janeiro de 2016, tem ativa uma campanha para incentivar esta prática, no âmbito da qual oferece o serviço de esterilização aos donos de todos os animais adotados.
Aliás, a esterilização dos animais recolhidos tem sido a política seguida pela infraestrutura municipal, embora a lei 27/2016 apenas o exija a partir de setembro deste ano (permitindo o abate até essa data).
Entretanto, estão a decorrer as obras de construção do Centro de Recolha Oficial de Animais, em Campanhã, uma infraestrutura há muito ansiada e que irá substituir o velho canil do Porto, oferecendo condições de excelência para o acolhimento não só de cães e gatos, como também de outras espécies.
Segundo dados publicados pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), por ano, cerca de trinta mil animais de companhia dão entrada em centros oficiais de recolha e destes, apenas 35% voltam a ser acolhidos por uma família.
O canil municipal encontra-se aberto de segunda a sábado, na Rua de S. Dinis, n.º 249. O website da Câmara do Porto possui uma área dedicada à adoção de animais e outra destinada a ajudar a encontrar animais perdidos.