A 10.ª edição do Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock/Serralves fica marcada pelo reconhecimento de projetos do Porto: Horizon47, Guava Shoes e Quarteto Contratempus destacaram-se entre dez finalistas e receberam, respetivamente, o primeiro, segundo e terceiro prémios da iniciativa. 

Ao vencer o concurso, a startup Horizon47 de Pedro Meireles – que propõe um cadeirão equipado com sistema de som integrado – garante a participação, como representante de Portugal, na Creative Business Cup, uma competição que anualmente, em novembro, reúne em Copenhaga projetos vencedores das indústrias criativas de todo o mundo. O projeto, que concorreu na categoria Arquitetura e Artes Visuais, recebeu um prémio pecuniário de 15 mil euros.
Classificada em segundo lugar, Guava Shoes é uma marca de calçado 100% portuguesa, com os sapatos feitos à mão numa aliança às tecnologias de impressão em três dimensões da indústria automóvel. Ao projeto de Inês Caleiro foi atribuído um montante de sete mil euros.
Da categoria Música e Artes do Espetáculo surge o 3.º prémio, com um valor pecuniário de três mil euros, que foi atribuído ao Quarteto Contratempus com um projeto que cruza as artes de palco convencionais e as tecnologias multimédia através de um dispositivo “wearable” com o qual os artistas em palco conseguem controlar a cenografia e o som.
O Quarteto Contratempus – coletivo apoiado pela Câmara do Porto, formado por Teresa Nunes (soprano), Crispim Luz (clarinete), Susana Lima (violoncelo) e Brenda Vidal Hermida (piano) no contexto académico da ESMAE – recebeu ainda a distinção “Born From Knowledge”, atribuída pela Agência Nacional de Inovação.
O Prémio Nacional Indústrias Criativas é uma iniciativa do Super Bock Group e da Fundação de Serralves. Em comunicado hoje divulgado pela agência Lusa, a organização informa que, desde 2008, esta competição reuniu 2.156 candidaturas e apoiou mais de 80 projetos, sendo que nas últimas edições os projetos apresentaram um perfil mais tecnológico, com incidência para o desenvolvimento de plataformas e aplicações tecnológicas.
Os vencedores da competição foram anunciados ontem na Casa de Serralves, no âmbito do CLAB – Laboratório Criativo.