O presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting garante que não pode aceitar listas com sócios suspensos.

Jaime Marta Soares garante que não aceita quaisquer candidaturas onde estejam elementos suspensos por processos disciplinares, e por isso, se a situação de Bruno de Carvalho e Carlos Vieira se mantiver, estes não podem concorrer.
“Como neste momento se mantém suspenso de qualquer atividade no Sporting Clube de Portugal, e não poderei aprovar uma candidatura liderada pelo senhor Bruno de Carvalho. Dele ou de todos aqueles que estão debaixo das sanções”, indica.
Jaime Marta Soares saiu pela mesma porta do mandatário da campanha de Bruno de Carvalho com cinco minutos de diferença. Uma situação que diz Marta Soares, foi apenas coincidência.
Mandatário da candidatura de Bruno de Carvalho entregou as assinaturas correspondentes a mil e quatro centros votos mais do que os mil necessários para concorrer à presidência do Sporting.
Em resposta a Jaime Marta Soares, Pedro Proença diz que a suspensão provisória é um “disparate legal” e que o presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting está a desrespeitar os sócios que se deslocaram a Alvalade para entregar as listas.
O prazo para entrega das listas às eleições termina a 8 de agosto.