Os professores Arménio Rego, Camilo Valverde e Rui Lourenço-Gil, da da Católica Porto Business School, foram galardoados com o prémio para melhor artigo científico.

Os três docentes da Católica Porto Business School acabam de vencer o Prémio Emerald para o melhor artigo científico.
‘Do gritty leaders foster employee psychological capital? – It depends on how humble they are’ (‘Os líderes corajosos promovem o capital psicológico do funcionário? – Depende de quão humildes eles são’) foi o artigo premiado que reflete a influência direta que as chefias exercem no desempenho dos colaboradores.
A distinção foi entregue durante a conferência ISSWOV que decorreu em Itália, no início de julho.
A investigação envolveu a realização de três estudos, dois em Portugal e um nos Estados Unidos da América, e sugere que a ‘fibra’ (‘grit’) e a humildade dos líderes exerce efeitos positivos sobre o capital psicológico daqueles que são “liderados”.
O efeito sobre os colaboradores pode ser, no entanto, negativo se as chefias não forem humildes, e isto independentemente da ‘fibra’ ou ‘garra’ que possam ter.
O estudo contou com a participação de Andreia Vitória e Ana Ventura, da Universidade de Aveiro, Susana Leal, da Escola Superior de Gestão e Tecnologia do Instituto Politécnico de Santarém e Miguel Pina e Cunha, da Nova School of Business and Economics.
A Universidade Católica Portuguesa faz parte do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas. Está localizada em Braga, Lisboa, Porto e Viseu contando com cerca de 12 mil alunos.
No Porto, integra a Católica Porto Business School, a Escola das Artes, a Escola Superior de Biotecnologia, a Faculdade de Direito-Porto, a Faculdade de Educação e Psicologia, a Faculdade de Teologia-Porto, o Instituto de Bioética e o Instituto de Ciências da Saúde-Porto.

Facebook
Twitter
Instagram