Pilotos e tripulantes continuam em ‘pé de guerra’ com a companhia aérea low cost.

Os tripulantes de cabine da Ryanair vão fazer greve em Portugal, Itália, Espanha e Bélgica este verão.
A informação foi avançada pelo sindicato espanhol que, citado pela agência Reuters, remete o anúncio das datas da paralisação para esta quinta-feira.
Esta é mais uma medida de protesto na sequência da falta de progressos nas negociações entre trabalhadores e a companhia aérea sobre salários e condições de trabalho.
Representantes da tripulantes de cabine das bases europeias e norte-africanas da Ryanair apresentaram esta quarta-feira em Dublin uma carta com 34 exigências à empresa.
Os “Tripulantes de Cabine Unidos” da Ryanair (CCU, na sigla em inglês), que representam mais de cinco mil trabalhadores, alertaram que poderiam parar no final de julho ou início de agosto.
Nesse sentido, a Ryanair pediu à Comissão Europeia e aos governos da União Europeia que “tomem medidas urgentes” para evitar o colapso do controlo do tráfego aéreo neste verão e “amortecer o impacto” nos “milhões de planos de férias” dos passageiros.

Facebook
Twitter
Instagram