Bruno de Carvalho vai continuar em funções.

Em conferência de imprensa, Elsa Judas, presidente da Comissão Transitória da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, garantiu que a suspensão do Conselho Diretivo do clube não é legítima, porque a Comissão de Fiscalização que a decidiu não está em funções.
Bruno de Carvalho e o Conselho Diretivo do clube vão, assim, continuar em funções, apesar de suspensão imposta pela Comissão de Fiscalização.
“Vou garantir que ele vai continuar em funções”, disse Elsa Tiago Judas em conferência de imprensa, acrescentando: “É a lei que lhe dá a garantia de que ele vai continuar em funções (…) Com certeza que o dr. Bruno de Carvalho e a sua direção estão legitimados por quem têm de estar, pelos sócios”.
A Comissão de Fiscalização (CF) designada pela Mesa de Assembleia Geral (MAG) do Sporting anunciou esta quarta-feira ter suspendido preventivamente, e com efeitos imediatos, o Conselho Diretivo do Sporting.
Em conferência de imprensa, três dos cinco elementos da CF, explicaram que a nota de culpa, que suspende as funções e impede os membros do CD do Sporting de entrarem nas instalações do clube, já seguiu para os visados, que têm agora 10 dias úteis para o contraditório.

Partilhar

Continuar a Ler

Facebook
Twitter
Instagram