O presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH) alertou que alguns serviços hospitalares estão em risco e podem mesmo ser encerrados com a entrada em vigor dos horários de 35 horas e sem a contratação de mais enfermeiros.
As declarações surgem no contexto da falta de contratação de pessoal pelas unidades de saúde, a um mês da entrada em vigor dos horários de 35 horas, o que coloca em risco as escalas e os serviços.
Segundo a dirigente sindical Guadalupe Simões, o Governo definiu que a partir do dia 01 de julho os enfermeiros passarão a fazer as 35 horas semanais, mas na base de que seriam necessários seis meses para planificar a contratação de enfermeiros.
Facebook
Twitter
Instagram