O Departamento do Comércio norte-americano suspendeu a isenção dos direitos de importação de aço e alumínio da União Europeia, Canadá e México.

“Decidimos não estender a exceção para a União Europeia, Canadá e Médico, pelo que estarão sujeitos a tarifas de 25% e 10%” na importação de aço e alumínio”, respetivamente, indicou o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, antes de terminar o prazo para a tomada de uma decisão sobre o assunto.
Antes de conhecida esta decisão, o primeiro-ministro português, António Costa, e a chanceler alemã, Angela Merkel, disseram em Lisboa que a União Europeia terá uma resposta comum a uma imposição pelos Estados Unidos de taxas aduaneiras ao aço e alumínio europeus.
EUA vão excluir Brasil da cobrança.

Facebook
Twitter
Instagram