Em email enviado aos sócios, o órgão social pede, ainda, para que “seja realizada uma AG Ordinária até 15 de junho para aprovação do Orçamento” e “discussão sobre a situação do clube”.
O Conselho Diretivo do Sporting reagiu, num email enviado aos sócios, àquilo que considera ser “mais um comunicado inusitado do Presidente da Mesa da Assembleia Geral”, que “surpreendeu pela manutenção despudorada e irresponsável da natureza de assalto ao poder”.
Para o órgão social liderado por Bruno de Carvalho, a Assembleia Geral destitutiva convocada por Jaime Marta Soares para o próximo dia 23 de junho, na Altice Arena, “por ser ilegal, não se pode realizar”.
A este email, anexa “comunicado emitido ontem à noite pelo porta-voz do Presidente do Conselho Directivo, o comunicado do Presidente da MAG em que anuncia a nomeação ilegal de uma Comissão de Fiscalização que viola os estatutos do clube, a convocatória ilegal da AG destitutiva, e o pedido de apoio logístico ao Sporting para a organização” da referida reunião.
Também informamos que foi formalmente pedido que seja realizada uma AG Ordinária até 15 de junho para aprovação do Orçamento e cujo ponto 2 será o que estava no programa eleitoral deste Conselho Directivo que é a discussão sobre a situação do clube”, acrescenta.
Facebook
Twitter
Instagram