O exército israelita bombardeou alvos militares da Jihad Islâmica na área central da Faixa de Gaza, depois de ataques contra Israel com cerca de 30 morteiros, que não provocaram vítimas.

“As Forças de Defesa de Israel estão a operar na Faixa de Gaza e as explosões ouvidas estão relacionadas a esta atividade”, disse um porta-voz militar, sem dar mais detalhes sobre a operação.
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, já tinha prometido responder com a força aos cerca de 30 morteiros disparados da Faixa de Gaza para o sul de Israel.
Entretanto, a Jihad Islâmica felicitou a resistência armada palestiniana pelo ataque contra Israel a partir da Faixa de Gaza, que segundo a agência de notícias espanhola Efe terá causado um ferido ligeiro e que aconteceu dias depois da morte de milhares de milicianos alvos do fogo israelita.
Pelo menos 110 palestinianos morreram desde 30 de março em resultado de ações israelitas.

Facebook
Twitter
Instagram