Um grupo de inspetores sanitários chineses anda esta semana em Portugal a fiscalizar as condições de abate dos porcos, numa altura em que os suinicultores nacionais estão à beira de fechar um acordo para exportar milhares de toneladas de carne para a China.

O presidente da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores diz que a meta é exportar 30% da produção portuguesa de porcos para a China em 2019 e se tudo correr bem com a inspeção sanitária começar a enviar a carne no último trimestre de 2018.
Nos primeiros tempos serão exportados 12 mil porcos por semana para a China (quase mil toneladas de carne) o que por mês dará algo como 48 mil porcos.
Para 2019 o objetivo é maior e chegar a 1 milhão de porcos para o mercado chinês, ou seja, 80 mil toneladas.