O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) convocou uma greve de duas horas para quinta-feira, no Hospital São João, de forma a chamar a atenção para o “caos” que são os horários dos profissionais de saúde, informou esta terça-feira o órgão.

No documento, o SEP denuncia que “as horas em dívida acumulam-se e já são cerca de 60 mil horas” e “a carga horária semanal aumenta a cada semana, impedindo que os enfermeiros gozem os períodos de descanso a que têm direito”.
A greve na próxima quinta-feira, explicou, é uma “forma de chamar atenção para as condições em que os enfermeiros estão a trabalhar”, não sendo cumpridas “as mais elementares regras de elaboração de horário”
A dirigente sindical adiantou que “para dia 30 de maio esta prevista uma greve de um dia com concentração dos enfermeiros na Unidade Local de Saúde de Matosinhos”.
Na passada semana, o mesmo sindicato denunciou que há 130 mil horas de trabalho em dívida a estes profissionais nos hospitais de São João e Santo António (Porto), e Pedro Hispano (Matosinhos), alertando ser “emergente” contratar mais profissionais.