A empresa Kellogg cessou esta terça-feira, de maneira “imediata”, as suas operações na Venezuela, suspendendo a produção e distribuição de produtos da marca, entre eles os flocos de cereais.

“Informamos que Alimentos Kellogg (Kellogg Venezuela) viu-se forçada a cessar as suas operações no país com efeitos a partir de hoje”, explica a empresa num comunicado divulgado pela Internet.
O documento explica que “a degradação da situação económica e social no país obriga a companhia a parar as suas operações e a sair” da Venezuela, ficando suspendida a distribuição dos produtos da marca.
“A partir de agora nenhum produto Kellogg poderá ser comercializado no país, sem autorização expressa da empresa”, explica.
A suspensão das operações apanhou de surpresa os mais de 400 empregados da companhia, que permaneceram hoje, durante horas, às portas da fábrica, na cidade venezuelana de Maracay, 100 quilómetros a oeste de Caracas.
Algumas empresas queixam-se de dificuldades para repatriar o capital produzido pelas vendas.