Câmara de Matosinhos e grupo de voluntários plantam 200 árvores no Parque de Picoutos.

Amanhã, dia 3 de fevereiro, pelas 10h00, no Parque de Picoutos, no âmbito do projeto “100.000 árvores” a Câmara Municipal de Matosinhos em associação com voluntários da GAMOBAR, vai plantar cerca de 200 árvores autóctones.
O projeto das 100.000 novas árvores na Área Metropolitana do Porto é um esforço planeado e coordenado de várias organizações e cidadãos com o objetivo de criar bosques com espécies autóctones numa área metropolitana que precisa de enriquecer a sua biodiversidade, sequestrar carbono, melhorar a qualidade do ar, proteger os seus solos e contribuir para uma melhor qualidade de vida das pessoas.
Além da criação de bosques mistos e com árvores da flora autóctone que enriquecem a biodiversidade metropolitana e tornam o território menos vulnerável aos incêndios, estas ações concertadas contribuirão para a captação de 557 toneladas de CO2 ao longo dos próximos 30 anos.
Matosinhos vai, desta forma, dar continuidade ao seu contributo para atingir as 100.000 árvores plantadas na Área Metropolitana do Porto.
Amanhã, dia 3 de fevereiro, vão ser trabalhados seis pontos diferentes do Parque de Picoutos para adensar a sua arborização com objetivos diversos.
No talude que faz separação do Parque com a Rua da Mainça, serão colocadas 42 plantas de porte arbustivo de forma a consolidar o talude e a criar barreira visual. Serão também plantadas 45 espécies ripícolas, com a primeira linha de plantação a 4m do muro da ribeira, com o objetivo de consolidar terreno na possibilidade de futuramente serem removidos os muros de contenção da Ribeira de Picoutos.
A ação prevê também a plantação de 40 árvores num bosquete na envolvente duma clareira para aumento da arborização do local, com criação duma orla de sombra e maior diversidade de espécies no local, assim como o preenchimento do talude que faz separação do Parque com a Rua da Mainça, com 50 plantas de porte arbustivo de forma a consolidar o talude e criar barreira visual e criar um bosquete com 5 zelhas na zona de prado para criar zona de sombra e aumentar a arborização do local.
A iniciativa tem ainda como objetivos aumentar e enriquecer a arborização do jardim junto à Rua Joly Braga, sem densificar a presença de espécies de grande porte, atendendo à proximidade a edifícios e a criação de 3 núcleos de 6 sanguinhos de água para criar pontos de sombra na zona de prado que encharca frequentemente, bem como aumentar a biodiversidade na zona de carvalhal com a plantação de azevinhos e murtas.
Refira-se que o FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto – é um projeto desenvolvido no âmbito do Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto (CRE.Porto). Surgiu como ideia numa reunião do CRE.Porto em 2010 e a sua implementação no terreno iniciou-se em 2011, sendo a Câmara Municipal de Matosinhos um dos parceiros deste projeto.
No âmbito deste projeto está já agendado para o dia 24 de fevereiro, pelas 10h00, no Parque de Picoutos, mais uma ação da Câmara Municipal de Matosinhos, desta vez com o envolvimento de voluntários dos clubes rotários de S. Mamede de Infesta, Leça do Balio, Senhora da Hora e Matosinhos e demais interessados, com a plantação de 100 árvores na entrada Norte do Parque.

Facebook
Twitter
Instagram