A cidade do Porto foi esquadrinhada com olhos de arquiteto, organizada em 13 zonas e descrita com textos e fotos de mais de 200 obras emblemáticas, que estão agora sistematizadas sob a forma de livro já disponível ao público. 
Lançado ao início da noite de ontem no átrio dos Paços do Concelho, o “Guia de Arquitetura do Porto 1942-2017” tem formato A5 “para facilitar o transporte e o manuseamento por quem visita a cidade”, apontou o arquiteto João Paulo Rapagão que, juntamente com o também arquiteto Michel Toussaint, assume a edição científica do trabalho.
O volume, publicado pela editora especializada em arquitetura A+A Books, contém uma série de construções conhecidas do público, mas também várias outras que só o olhar especialista ou avisado (por este guia, por exemplo) permite descortinar no emaranhado urbano e assinalar como merecendo particular atenção.
Facebook
Twitter
Instagram