Aboubakar e Layún construíram o resultado que permitem aos dragões isolarem-se no segundo lugar do Grupo B.

Dois golos de Aboubakar e outro de Layún desequilibraram o duelo entre Mónaco e F. C. Porto (0-3), na noite esta terça-feira, no Principado, e deram aos dragões os primeiras pontos na fase de grupos da Liga dos Campeões.

O primeiro aviso até foi de Falcao (Casillas defendeu), mas haveria de ser Aboubakar a desfazer o nulo, à passagem da meia-hora. Benaglio, ex-guarda-redes do Nacional, ainda defendeu os dois primeiros remates, mas não conseguiu evitar a segunda recarga do avançado camaronês.

Depois do equilíbrio da primeira parte, os portistas voltaram melhor do intervalo e aproveitaram o adiantamento monegasco. Marega avisou, mas haveria de ser Aboubakar a confirmar o ascendente da equipa portuguesa, ao concluir um contra-ataque desenhado por Brahimi e Marega.

Na resposta, Falcao rematou à barra e isso foi o melhor que o Mónaco conseguiu fazer perante a boa organização defensiva do conjunto de Sérgio Conceição, que ainda aumentou a diferença perto do apito final, por Layún.

Com este resultado, o F. C. Porto isola-se no segundo lugar do Grupo G, atrás do Besiktas e com mais dois do que o Mónaco e o vice-campeão alemão.

Facebook
Twitter
Instagram