com o Presidente da CCDR-N

com o Presidente da CCDR-N

com o Secretário de Estado Adjunto do Comércio

com o Secretário de Estado Adjunto do Comércio

O Estado de São Paulo (Brasil) pretende estabelecer em Portugal uma plataforma de mostra permanente de produtos para a Europa.

O vice-governador do Estado revelou que da audiência que manteve no ministério da Economia, o governo português foi recetivo à iniciativa, que teria também a colaboração do governo do Estado brasileiro para manter em São Paulo idêntica iniciativa, que beneficiasse as empresas portuguesas nas suas exportações para a América do Sul.

“São dezenas de milhar os produtores brasileiros que não tem capacidade exportadora e o governador Geraldo Alckmin vê como prioridade ajudar estes pequenos produtores a exportarem”, pois, disse, as grandes empresas têm os seus canais próprios, não carecem do apoio estatal.

Márcio França revelou ainda que as relações entre os dois países não beneficiam da proximidade que tem, que nomeadamente através da língua. “Muito pode e deve ser feito para incrementar as relações, não só entre estados, mas também entre empresas, beneficiando ambas as economias”. Confesso admirador de Portugal, o vice-governador afirmou que o Brasil pode ser a entrada dos produtores portugueses para a América do Sul, que tem em São Paulo a maior base sul-americana de entrada e saída de mercadorias e, “Portugal pode ser a entrada para a Europa dos produtos brasileiros e dos países sul-americanos”, que tem em São Paulo o interface de negócios.

Facebook
Twitter
Instagram