O presidente da Associação de Futebol de Lisboa (AFL) lançou hoje a candidatura de Fernando Gomes à presidência da UEFA, considerando que o presidente da FPF “reúne todas as condições” para suceder a Michel Platini no cargo.

“A Associação de Futebol de Lisboa entende que, neste momento conturbado que a UEFA e a FIFA atravessam, o dr. Fernando Gomes é pela sua competência, serenidade, capacidade e sagacidade, conhecimento e reconhecimento internacionais, um excelente nome para assumir a presidência da UEFA”, disse Nuno Lobo em declarações à agência Lusa.

Para o presidente da AFL, com a ascensão de Fernando Gomes ao cargo mais alto do futebol europeu, “perder-se-ia um presidente da FPF, mas ganhar-se-ia um excelente presidente da UEFA”, mas, sobretudo, “ficaria a ganhar o futebol e o desporto europeu”.

A crise que a UEFA e a FIFA atravessam é encarada com alguma preocupação e até angústia por Nuno Lobo, por estarem em causa os dois organismos que superintendem o futebol europeu e mundial.

“Como base da pirâmide do futebol, a AFL gostaria que nada disto estivesse a acontecer, uma vez que o futebol é um desporto com milhões de adeptos e uma indústria que não pode estar sujeita ou ligada a fatores dúbios e negativos”, referiu Nuno Lobo, que ressalvou, porém, que todas as pessoas em questão se encontram neste momento abrangidas pela presunção de inocência.

A concluir, Nuno Lobo assegurou que a AFL, no que depender dela, “tudo fará para que Fernando Gomes venha a ser o próximo presidente da UEFA, caso esteja disponível para isso”.

Facebook
Twitter
Instagram